Relevação das Faltas

Quais os motivos para relevação de faltas a aulas ou exames?

São motivos de revelação de faltas a aulas ou exames, além dos previstos na lei geral, os seguintes, desde que devidamente comprovados:

  • Falecimento do cônjuge ou de parente ou afim no 1º grau da linha reta, até 5 dias consecutivos;
  • Falecimento de parentes ou afins em qualquer outro grau de linha reta ou até ao 2º grau da linha colateral, até dois dias consecutivos;
  • Internamento hospitalar e convalescença, durante o respetivo período;
  • Doenças infeciosas que constem na lista oficial, publicada no Diário da República;
  • Representação da FMUP ou da UP em atividade científicas ou pedagógicas, bem como em provas desportivas ou manifestações culturais oficiais, mediante reconhecimento prévio pelo Conselho Executivo e comunicação ao Diretor do Ciclo de Estudos ou Curso.
  • Presença em reuniões dos órgãos de gestão e reuniões gerais de estudantes (somente a aulas).

 

Nota: No caso de faltas comprovadas a exames, o estudante poderá, no prazo de 3 dias úteis após a cessação do impedimento, requerer a marcação de novas datas para os referidos exames, os quais deverão ser realizados antes do final da época de recurso ou, caso seja inviável, nos dez dias que se seguirem à cessação do impedimento.

  Quando um estudante tenha obtido relevação de faltas a componentes necessários às frequências em falta, deverá ser-lhe facultado o acesso a atos pedagógicos da mesma natureza, mediante pedido dirigido ao Diretor de Ciclo de estudos ou Curso, desde que a totalidade das diversas frequências em falta não excedam um terço do nº de semanas letivas e que existam condições para tal.